COMUNICADO SOFTEX 12/2013

(publicado em 26 de março de 2013)

Apoio a Empresas para Avaliação MoProSoft nos níveis 1 e 2

I.    ANTECEDENTES
1.1.    O projeto RELAIS – Rede Latino-Americana da Indústria de Software (ATN/ME 11882 RG) é cofinanciado pelo  BID/FUMIN e pela Câmara de Comércio de Lima do Peru, SOFTEX do Brasil, ESI Center Sinertic Andino da Colômbia e CANACINTRA do México,  tendo como objetivo a melhoria dos processos de software através dos modelos MPS e MoProSoft, e da expansão dos negócios entre as pequenas e médias empresas (PME) de software da América Latina e Caribe (ALC), centralizando-se numa primeira etapa na difusão tanto do modelo MPS, do Brasil, no México, Colômbia e Peru quanto o modelo MoProSoft, do México, no Brasil, Colômbia e Peru.

1.2.    O Projeto RELAIS, prevê, no mínimo, as seguintes implementações e avaliações em empresas de software até Dezembro de 2013:

imagem

1.3.    Anteriormente, no marco do Projeto RELAIS, a SOFTEX publicou o COMUNICADO 22/2012 – Apoio a Grupos de Empresas para implementação e avaliação MoProSoft nos níveis 1 e 2, a 10 micro, pequenas e médias empresas (MPE) no Brasil, com as condições para apoio financeiro com recursos do BID/FUMIN a projetos submetidos por IOGE – Instituições Organizadoras de Empresas, que já foi atendido (recursos esgotados) pela IOGE ASR (4 empresas) e IOGE SENAI Londrina (6 empresas) com projetos em marcha no ano de 2013.

1.4.    Por meio do presente documento, no âmbito do Projeto RELAIS, a SOFTEX comunica as condições de apoio financeiro com recursos do BID/FUMIN exclusivamente para avaliação MoProSoft nos níveis 1 e 2, em outras 10 empresas (de qualquer porte) no Brasil, excepcionalmente, mediante ‘Manifestação de Interesse’ da empresa interessada à SOFTEX até 30 de Maio de 2013.
1.4.1.    Estas outras 10 empresas devem dispor de avaliação MPS no mínimo de nível F ou CMMI no mínimo de nível 2, publicadas, com data de validade vigente por ocasião da avaliação MoProSoft.

1.5.    A Instituição Avaliadora MoProSoft será a CERTVER do México <http://www.certver.com/> (pessoa para contato: Eduardo Zozaya, email direccion@certver.com).
1.5.1.1.    A empresa beneficiária será responsável pela contratação da Certificadora MoProSoft tanto para ‘gap analysis’ quanto para a avaliação MoProSoft no Brasil.

1.6.    Além disto, 5 empresas em cada um dos 4 países participantes, que primeiro tenham concluído exitosamente a avaliação MPS ou MoProSoft e obtenham a certificação num dos modelos, adicionalmente poderão obter a certificação ITMARK Internacional sem custo para as empresas, pois este custo será assumido pelo projeto RELAIS.

II.    CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DAS EMPRESAS BENEFICIÁRIAS
2.1    As empresas beneficiárias deverão:
2.1.1    Dispor de avaliação MPS no mínimo de nível F ou CMMI no mínimo de nível 2, publicadas, com data de validade vigente por ocasião da avaliação MoProSoft.
2.1.2    Estar legalmente constituídas e apresentar a documentação que comprovem tal formalidade.
2.1.3    Ser constituídas, no mínimo, por 5 (cinco) colaboradores (equipe e consultores).
2.1.4    Demonstrar ter em curso 2 (dois) projetos iniciados ou em desenvolvimento.
2.1.5    Enviar seu nome, registro tributário (CNPJ), logotipo e o sitio Web.

III.    FINANCIAMENTO
3.1    O Projeto RELAIS fornecerá uma ajuda financeira de R$ 4.500,00 (quatro mil e quinhentos reais), a serem aportados na SOFTEX pelo BID/FOMIN, equivalentes a 50% dos recursos necessários para avaliação MoProSoft em cada empresa no Brasil.
3.1.1    Como contrapartida a empresa beneficiária assumirá os outros 50% e, caso necessário, também os gastos de viagem e hospedagem dos avaliadores/certificadores MoProSoft.
3.1.2    A SOFTEX se reserva o direito de cancelar ou suspender este edital caso o apoio do BID/FUMIN não se concretize.

IV.    PRAZOS DE EXECUÇÃO
4.1    De acordo com o documento POA – Plano Operativo Anual, do Projeto RELAIS, o cronograma de execução desta atividade é o seguinte:
4.1.1    Até 30 de Maio de 2013
4.1.1.1    Manifestação de Interesse da empresa interessada à SOFTEX.
4.1.2    Até 15 de Dezembro de 2013
4.1.2.1    Declaração da empresa beneficiada à SOFTEX de que está pronta para a avaliação MoProSoft.
4.1.2.2    Contratação da Certificadora CERTVER, do México, tanto para ‘gap analysis’ quanto para avaliação MoProSoft na empresa beneficiada.
4.1.2.3    Realização tanto do ‘gap analysis’ quanto da avaliação MoProSoft na empresa beneficiada pela Certificadora CERTVER, do México,
4.1.2.4    Publicação do resultado da avaliação MoProSoft  pela Certificadora CERTVER, do México.
4.2    O prazo começa a contar desde a data da assinatura de um Termo de Cooperação Técnica da empresa beneficiada com a SOFTEX.

V.    DESEMBOLSOS
5.1.    O cronograma de desembolsos para cada empresa beneficiada será o seguinte:
a.    40% (quarenta por cento) na assinatura do Termo de Cooperação Técnica;
b.    60% (sessenta por cento), depois da publicação dos resultados da avaliação MoProSoft pela Certificadora CERTVER, do México.

VI.    COMITÊ DE AVALIAÇÃO E ADJUDICAÇÃO
6.1.    Para efeitos de avaliar as ‘Manifestações de Interesse’ será integrado um Comitê de Avaliação e Adjudicação, composto pelo Gerente de Qualidade da SOFTEX, Coordenador Executivo do Programa MPS.BR e por um representante da área Administrativa/Financeira da SOFTEX.
6.2.    A ‘Manifestação de Interesse’ deve ser enviada à SOFTEX por um representante legal da empresa, em envelope etiquetado como “BID/FUMIN RELAIS – Apoio a Empresas para Avaliação MoProSoft nos níveis 1 e 2”.
6.2.1.    Esta ‘Manifestação de Interesse’ deverá ser enviada, por meio eletrônico e postada nos Correios até 30 de Maio de 2013, para:

Destinatário:
Nelson Franco < nelson@nac.softex.br > – Gerente de Qualidade da SOFTEX
Endereço:

Sociedade SOFTEX
Rua Irmã Serafina, 863, 6º andar – Centro
CEP: 13015-914 – Campinas – SP