Aplicativo FindUP, desenvolvido durante o TI de Impacto, conecta empresas e técnicos de informática

Programa da Softex auxiliou a empresa a colocar no mercado uma solução inédita permite realizar online a solicitação de serviços de técnicos de informática e ainda acompanhá-los através de geolocalização

Transformar boas ideias produtos de sucesso não é tarefa fácil. Nesse processo desafiador, contar com o apoio de um programa focado no estímulo à inovação pode fazer toda a diferença. Foi o que ocorreu com o aplicativo FindUP, para a solicitação de serviços de técnicos de informática, lançado pela pernambucana QE2 Tecnologia, especializada em infraestrutura e na prestação de serviços de suporte técnico para grandes empresas.

“Atuamos nesse segmento há seis anos com uma equipe de 1.200 técnicos credenciados em todo o país. Nosso portfolio inclui empresas de porte como companhias aéreas, seguradoras, grandes bancos e indústrias. Recebemos 2.500 chamados em média todos os meses”, explica Fabio Freire, sócio-fundador da FindUP e da QE2.

O FindUP nasceu, inicialmente, de uma demanda interna da própria empresa. “Nosso call center recebia um chamado do cliente, acionava por telefone um técnico daquela região, orientava sobre o problema,  indicando quem ele deveria procurar e quando. Na sequencia, ainda por telefone, era preciso controlar e rastrear o técnico até a conclusão do serviço. Achávamos que era possível otimizar esse cenário e não sabíamos como, pois nossa expertise naquele momento não era desenvolvimento, mas sim, a prestação de serviços”, relembra Fabio Freire.

A oportunidade para retirar essa ideia do papel surgiu no ano passado, durante o processo de seleção das 45 empresas que integrariam a primeira turma do TI de Impacto – Programa de Capacitação Empresarial para o Desenvolvimento da Estratégia de Inovação da Softex. A intensa experiência proporcionada pelo programa ajudou a QE2 a não apenas a viabilizar a ideia, como também a encontrar um parceiro para trabalhar em conjunto no desenvolvimento da solução, a SWQuality.

“Quando criamos o programa TI de Impacto queríamos exatamente fomentar a colaboração entre as empresas participantes e, nas oficinas, possibilitar a transformação de boas ideias em soluções práticas e com potencial de sucesso junto ao mercado, como acreditamos ser o caso do FindUP”, avalia Diônes Lima, gerente de Inovação e Empreendedorismo da Softex.

Para utilizar o FindUP, que opera nos moldes do Uber e do Easy Taxi, os técnicos se credenciam como empreendedores individuais ou como pessoas jurídicas para a prestação de serviços. Todos os seus dados são checados pela equipe, incluindo o seu perfil profissional. Mais de 500 profissionais já se credenciaram e estão utilizando a ferramenta em todo o Brasil.

“Na tela de chamados do software o cliente insere seus dados, descreve o problema, informa a data e o horário em que deseja ter o serviço realizado. O técnico mais próximo receberá em seu smartphone todos os detalhes do chamado e confirmará a sua ida ao local na data e no horário solicitado. Chegando lá, ele fará o check-in para rastreamento, efetuará o conserto e na conclusão do trabalho enviará um relatório de atendimento técnico incluindo fotos e descrição do que foi realizado, efetuando ainda o check-out do local. Concluindo, o cliente participará de uma pesquisa de satisfação e os profissionais com baixa avaliação serão excluídos da base. Tudo online, em tempo real e realizado de forma rápida e segura”, descreve Fabio Freire.

Para o cliente, o benefício é a comodidade de ser atendido por técnicos capacitados e de confiança, na data e no horário mais conveniente. Para o técnico, é a possibilidade de atender a um número maior de chamados, inclusive em horários diferenciados e feriados, aumentando a sua renda. O atendimento custa R$ 99,90 pelas primeiras 3 horas. Depois, cada hora adicional sai por R$ 14,99.

Disponível inicialmente para a plataforma Android, a mais utilizada pelos técnicos de informática, o FindUP ganhará também uma versão 2.0 para o sistema operacional IOS, da Apple. A empresa planeja atuar no segmento de PMEs e de pessoas físicas aproveitando a sua capilaridade e já abriu um escritório comercial em São Paulo para prospectar clientes. O aplicativo já está em operação em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia, Fortaleza e João Pessoa.

Segundo Fabio Freire, a o FindUP tem colaborado para melhorar, e muito, a pontualidade e a satisfação dos clientes com a qualidade dos serviços prestados. “Nossos clientes podem acompanhar em tempo real os seus chamados através de um dashboard que indica, por exemplo, a exata distância que o técnico está do local de atendimento ou quanto tempo durou a realização do serviço. E nós também podemos, proativamente, identificar um possível atraso do técnico e, se necessário, acionar outro profissional ou reagendar a visita com o cliente”, complementa.

“Todo esse projeto só foi possível porque o TI de Impacto nos deu a tração necessária para fazer acontecer. Superados os desafios do desenvolvimento da solução e do parceiro responsável por realizar esse trabalho, focamos agora em ultrapassar outro obstáculo: a obtenção de recursos para apoiar o nosso crescimento. A nossa operação nos ajudará a testar o FindUP em nosso próprio negócio e isso é importante. Temos um consultor nos auxiliando na obtenção de financiamentos junto a fundos de investimento nacionais e planejamos um spin-off do FindUP já neste segundo semestre”, conclui Fabio Freire.

A QE2 Tecnologia registrou no ano passado um faturamento da ordem de R$ 2 milhões e vem crescendo a uma taxa anual de 40% ao ano. Com o FindUP, a companhia espera aumentar a sua receita em 40% nos próximos dois anos.

Para conhecer em detalhes o  FindUP visite  www.findup.com.br

plugins premium WordPress
Rolar para cima

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, aperfeiçoar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.        

Gerenciar preferências de cookies

A maioria dos sites da Softex usa cookies. Cookies são pequenos arquivos de texto gravados no dispositivo para armazenar dados que serão usados posteriormente pelos servidores Web. A Softex e nossos parceiros usam cookies para lembrar suas preferências e configurações e analisar como os nossos sites estão funcionando. Para obter mais informações, consulte nosso guia de Política de Privacidade.

FuncionalAs informações coletadas por meio destes cookies são utilizadas para melhorar e personalizar a experiência do usuário, sendo que alguns cookies podem, por exemplo, ser utilizados para lembrar as preferências e escolhas do usuário, bem como para o oferecimento de conteúdo personalizado.

Google AnalyticsPermitimos que terceiros usem cookies de análise para entender como você usa nossos sites e como podemos melhorá-los. Isso também permite que terceiros possam desenvolver e aprimorar seus produtos, os quais podem ser usados em sites que não pertencem ou não são operados pela Softex. Por exemplo, eles são utilizados para coletar informações sobre as páginas que você visita e quantos cliques são necessários para realizar uma tarefa.

Mídias sociaisAssim como terceiros, usamos cookies de mídias sociais para mostrar anúncios e conteúdo com base nos perfis de redes sociais e na atividade em nossos sites. Eles são empregados para conectar sua atividade em nossos sites aos perfis de redes sociais para que os anúncios e o conteúdo visualizados em nossos sites e nas mídias sociais possam refletir melhor seus interesses.

Google AdwordsAssim como terceiros, usamos cookies de publicidade e marketing para mostrar novos anúncios após registrar os anúncios que você já viu. Eles também são utilizados para rastrear os anúncios nos quais você clica e mostrar anúncios mais relevantes para você. Por exemplo, eles são usados para detectar quando você clica em um anúncio e para mostrar anúncios com base em seus interesses nas mídias sociais e no histórico de navegação do site.

OutrosEventualmente, outros tipos de dados não previstos expressamente nesta Política de Privacidade poderão ser coletados, desde que sejam fornecidos com o consentimento do usuário, ou, ainda, que a coleta seja permitida com fundamento em outra base legal prevista em lei. Em qualquer caso, a coleta de dados e as atividades de tratamento dela decorrentes serão informadas aos usuários do site.