A Softex fará a curadoria dos cursos desta iniciativa que visa, até 2023, capacitar até 5.5 milhões de pessoas em habilidades digitais para reinserção no mercado de trabalho

Por Karen Kornilovicz
Assessoria de Imprensa Softex
Com informações do Ministério da Economia e Microsotf

A Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME), em parceria com a Microsoft, deu início, no dia 18 de março, ao programa de capacitação profissional em habilidades digitais “Escola do Trabalhador 4.0”.

Seu público-alvo são trabalhadores maiores de 18 anos em busca de emprego que queiram se reinventar e se preparar para as novas demandas do mercado de trabalho, principalmente com foco no ambiente digital. A meta é alcançar 5.5 milhões de trabalhadores até fevereiro de 2023.

Para acelerar a qualificação da população na área de tecnologia, principalmente nesse momento de pandemia em que as habilidades digitais se tornaram ainda mais relevantes, a SEPEC decidiu antecipar o oferecimento dos cursos de Letramento Digital, que estão disponíveis desde o dia 15 de março. Eles são a base para as demais trilhas de aprendizagem da Escola do Trabalhador 4.0. São quatro no total: Letramento Digital, Fundamentos e Produtividade, Profissionalizantes e Avançados em TI.

“É muito importante ofertar mecanismos que auxiliem os trabalhadores em sua recolocação no mercado de trabalho. Oferecendo não só o acesso à plataforma tanto pelo computador, quanto pelo celular, mas com monitores disponíveis para tirar dúvidas”, destaca o Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Da Costa.

A plataforma de ensino remoto, implementada em parceria com a Softex, responsável pela curadoria, oferecerá diversos cursos modulares para todo o território nacional e conta com 58 instrutores da Microsoft para oferecer orientação personalizada para até 315 mil pessoas.

Todos os conteúdos serão disponibilizados de forma online, gratuita e com certificado. São 11 trilhas de aprendizagem que englobam mais de 45 cursos de Tecnologia em diferentes níveis com base nas principais competências exigidas pelo mercado de trabalho, cobrindo desde a alfabetização digital até módulos mais avançados de computação em nuvem, IA e ciência de dados.

O calendário será atualizado mensalmente e, já no mês de abril, estão previstas a incorporação de nove cursos de Introdução à Programação, Produtividade Pessoal e Produtividade Colaborativa.

“O Escola do Trabalhador tem a proposta de apoiar todos aqueles que procuram acesso a uma formação e capacitação técnica para encontrar vaga em um mercado de trabalho que vem apresentando alta demanda mesmo em um momento de economia em retração, como é o caso do setor de tecnologia”, explica Diônes Lima, vice-presidente da Softex, lembrando que o déficit de profissionais de TI no país deverá superar 408 mil em 2022 segundo levantamento realizado pela entidade.

Para ajudar o trabalhador na escolha do curso mais adequado, a plataforma oferece ainda o Teste de Carreira. Respondendo algumas perguntas múltipla escolha e “sim” e “não” a plataforma será capaz de identificar quais habilidades digitais ele já possui e cruzar com seus objetivos de carreira. Baseado nos conhecimentos atuais e em suas aspirações profissionais, a ferramenta indicará qual o curso mais adequado para cada indivíduo.

“Iniciativas como essa são fundamentais para apoiar a retomada econômica do País e o crescimento sustentável do Brasil”, lembra Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil.

Para conhecer a relação completa de cursos e as datas de realização clique aqui.