Perfil do profissional brasileiro de TI é tema de estudo do Observatório Softex

Abrangente, o trabalho analisa a evolução e a modificação de características durante a última década

A escolaridade no setor de TI vem evoluindo e hoje 73% dos profissionais que atuam em setores econômicos tipicamente de TI (Core TI)* possuem curso superior completo. Se considerados profissionais com mestrado e doutorado, são 74%. Essa é uma das conclusões do estudo “Persona TI – Caracterização do Profissional de TI no Brasil”, elaborado pelo Observatório Softex.

O levantamento aponta que também é alta a escolaridade dos profissionais de TI in House**, com 65% deles possuindo curso superior completo (67% somando mestrado e doutorado), e destaca o crescimento das vagas de TI na região Sul, que passa a responder por 15% de participação no mercado total. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais concentram 62%, cabendo a São Paulo a maior participação: 42%.

No universo Core TI, as principais ocupações dos profissionais são analistas de sistemas, técnicos em programação e técnicos em operação e monitoração de computadores, atuando nas áreas de desenvolvimento de programas, consultoria em TI e suporte. A jornada de trabalho desses profissionais varia entre 31 e 40 horas semanais e 65% estão na faixa etária entre 25 e 39 anos (40% estão entre 30 e 39 anos). As micro e pequenas empresas empregam 42% desses profissionais e as grandes 41%. A remuneração média é de R% 5.955,79 (valor de 2017 atualizado em 1º de janeiro de 2019) e 60% têm menos de três anos na organização em que trabalham.

O profissional de TI in House está presente principalmente nas áreas de comércio, nas indústrias de transformação e em atividades administrativas. As empresas de grande porte absorvem 50% desses profissionais e a remuneração média é de R$ 6.726,78, podendo chegar a mais do dobro em setores-chaves da economia, como o de mineração no qual a média se aproxima dos R$ 14.326,25 (valor de 2017 atualizado em 1º de janeiro de 2019). Em relação à faixa etária, 61% têm entre 25 e 39 anos (41% entre 30 e 39 anos). A jornada de trabalho de 63% desses profissionais situa-se entre 41 e 44 horas semanais e o tempo no emprego de 49% deles é de menos de três anos na organização.

“O estudo apresenta diversos outros dados, detectando, por exemplo, uma tendência de crescimento de programas customizados ou sob encomenda e apontando que as empresas estão cada vez mais trazendo a tecnologia para dentro delas”, comenta Diônes Lima, vice-presidente executivo da Softex

Ele destaca ainda o aumento do número de cargos diretivos, como os de gerência, apontando para uma leitura da TI mais orgânica e estruturada. “Não só é possível registrar esse fortalecimento da TI brasileira ao longo dos anos, mas também detectar a crescente importância da inovação para esse segmento”, conclui Diônes Lima.

A versão completa do estudo Persona TI está disponível para consulta gratuita no endereço  www.softex.br/inteligencia/

* Core TI – Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda; desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis e não-customizáveis; consultoria em TI; suporte técnico, manutenção e outros serviços em TI; tratamento de dados, provedores de serviços de aplicação e serviços e hospedagem; portais, provedores de conteúdo e outros serviços de informação na internet.

** TI In-House – Outros setores que não aqueles considerados tipicamente de TI

plugins premium WordPress
Rolar para cima

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, aperfeiçoar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.        

Gerenciar preferências de cookies

A maioria dos sites da Softex usa cookies. Cookies são pequenos arquivos de texto gravados no dispositivo para armazenar dados que serão usados posteriormente pelos servidores Web. A Softex e nossos parceiros usam cookies para lembrar suas preferências e configurações e analisar como os nossos sites estão funcionando. Para obter mais informações, consulte nosso guia de Política de Privacidade.

FuncionalAs informações coletadas por meio destes cookies são utilizadas para melhorar e personalizar a experiência do usuário, sendo que alguns cookies podem, por exemplo, ser utilizados para lembrar as preferências e escolhas do usuário, bem como para o oferecimento de conteúdo personalizado.

Google AnalyticsPermitimos que terceiros usem cookies de análise para entender como você usa nossos sites e como podemos melhorá-los. Isso também permite que terceiros possam desenvolver e aprimorar seus produtos, os quais podem ser usados em sites que não pertencem ou não são operados pela Softex. Por exemplo, eles são utilizados para coletar informações sobre as páginas que você visita e quantos cliques são necessários para realizar uma tarefa.

Mídias sociaisAssim como terceiros, usamos cookies de mídias sociais para mostrar anúncios e conteúdo com base nos perfis de redes sociais e na atividade em nossos sites. Eles são empregados para conectar sua atividade em nossos sites aos perfis de redes sociais para que os anúncios e o conteúdo visualizados em nossos sites e nas mídias sociais possam refletir melhor seus interesses.

Google AdwordsAssim como terceiros, usamos cookies de publicidade e marketing para mostrar novos anúncios após registrar os anúncios que você já viu. Eles também são utilizados para rastrear os anúncios nos quais você clica e mostrar anúncios mais relevantes para você. Por exemplo, eles são usados para detectar quando você clica em um anúncio e para mostrar anúncios com base em seus interesses nas mídias sociais e no histórico de navegação do site.

OutrosEventualmente, outros tipos de dados não previstos expressamente nesta Política de Privacidade poderão ser coletados, desde que sejam fornecidos com o consentimento do usuário, ou, ainda, que a coleta seja permitida com fundamento em outra base legal prevista em lei. Em qualquer caso, a coleta de dados e as atividades de tratamento dela decorrentes serão informadas aos usuários do site.