Softex Apoia o Lançamento do Projeto Mangue Digital, Polo de TIC com abrangência na Região Metropolitana do Recife.

O projeto é uma iniciativa da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE) e Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

A oficina de planejamento estratégico do Polo, que passa a integrar as Rotas de Integração, foi realizada ontem (03) e hoje (04) na sede da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste. Estiveram em debate o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) e Sistema regional de Inovação, políticas nacionais de desenvolvimento regional e urbano, Rotas de Integração Nacional e Rota da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), tecnologias emergentes e transformação digital, entre outros temas relacionados à inovação.

A Região Metropolitana do Recife é a primeira localidade selecionada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para a implementação da Rota de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), o que se deve ao fato de ser considerada um dos principais centros produtores de tecnologia do Brasil. Outras três localidades também foram selecionadas pelo MDR: Paraná, Distrito Federal e Paraíba. A ideia é construir o diagnóstico territorial, traçar uma estratégia de ação compartilhada e elencar uma carteira de projetos a serem desenvolvidos por integrantes do Polo, que reunirá diversos produtores de inovação e de tecnologias da informação e comunicação na localidade. Os setores que atuam com TIC serão contemplados com ações do programa Rotas da Integração Nacional do MDR, cuja finalidade é estruturar e incentivar arranjos produtivos locais.

Os pontos positivos da RMR para a Rota de TIC elencados durante a oficina incluem programas inovadores de formação; redes de cooperação entre atores do Polo; lei estadual de inovação já aprovada; recursos não reembolsáveis e reembolsáveis subsidiados em expansão; incentivos fiscais para indústrias, exigindo contrapartida em projetos de inovação; além de abrigar o Marco Pernambuco da Moda, o Centro de Inovação da UFPE e o Porto Digital, única IG do Brasil associada à produção de serviços de TIC. Entre os entraves a serem vencidos está o déficit de mão de obra qualificada (programador, analista de sistemas, designers, gerentes de projetos, desenvolvedores de games).

Os pontos positivos da RMR para a Rota de TIC elencados durante a oficina incluem programas inovadores de formação; redes de cooperação entre atores do Polo; lei estadual de inovação já aprovada; recursos não reembolsáveis e reembolsáveis subsidiados em expansão; incentivos fiscais para indústrias, exigindo contrapartida em projetos de inovação; além de abrigar o Marco Pernambuco da Moda, o Centro de Inovação da UFPE e o Porto Digital, única IG do Brasil associada à produção de serviços de TIC. Entre os entraves a serem vencidos está o déficit de mão de obra qualificada (programador, analista de sistemas, designers, gerentes de projetos, desenvolvedores de games).

Participaram do evento representantes da Autarquia, Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Porto Digital, Banco do Nordeste, Codevasf, Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) e Rede Nacional de Pesquisa (RNP).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social e Marketing Institucional Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste / (81) 2102-2102 / ascom@sudene.gov.br

Texto original: http://www.sudene.gov.br/component/content/article?id=1221