Unboxing Brasil IT+: MC1, Dream2B e Alana AI compartilham suas experiências de internacionalização

Para apresentar os benefícios oferecidos e também o novo ciclo para o biênio 2022-2024 do Projeto Setorial Brasil IT+, desenvolvido em parceria pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e a Softex, foi realizado neste mês de abril o encontro multistreaming Unboxing Brasil IT+: What’s your next step?”.

Na oportunidade, André Moppe, CEO da Dream2B; André Calvente, líder de comunicação global na Alana AI; e Ana Tiengo, gerente de marketing e vendas internas na MC1 comentam sobre a tomada de decisão estratégica de se internacionalizar, os desafios e as oportunidades do processo.

Criada em 2015 em Londres, mas com DNA 100% brasileiro, a startup de inteligência artificial Alana AI oferece soluções de automação humanizada para o atendimento aos clientes.

“Nossa relação com o Projeto Setorial começou em 2020, com a necessidade de testarmos nosso produto e avaliar mercados potenciais para o negócio. Graças aos encontros com agentes facilitadores durante missões realizadas a Portugal e à Espanha, iniciamos um projeto de networking e de mapeamento de oportunidades no mercado europeu. Expandimos nossa atuação na América Latina através de clientes parceiros e começamos nova etapa no México”, relembra André Calvente, líder de comunicação global na Alana AI, que tem entre seus clientes Coca-Cola, Nivea e Polishop. “Foi muito interessante e importante ter ao nosso lado a Softex e ApexBrasil ao longo deste processo tão crítico de uma decisão de internacionalização que é entender os mercados”, complementa.

São muitas as razões que motivam uma empresa a se internacionalizar, tais como ampliação de mercado, valorização da marca, incorporação de novas tecnologias, melhoria dos padrões de qualidade e de inovação.

Outra motivação pode ser a necessidade de uma empresa defender o seu mercado local. E foi este o caso da MC1, especializada em soluções de mobilidade e inteligência de mercado e líder na América Latina para a indústria de bens de consumo.

Após uma tentativa frustrada entre os anos de 2006 e 2007, quando a empresa – sem nenhum conhecimento prévio ou ajuda especializada – abriu escritórios na Argentina, Chile e Colômbia e enviou colaboradores para cada país, perdendo no processo perdeu tempo e dinheiro, em 2009 a MC1 aderiu ao Projeto Setorial Brasil IT+.

“Passamos a ter acesso a pesquisas de mercado, começamos a frequentar feiras e missões internacionais e, o que entendo como fundamental: aprendemos como atuar e interagir com esses interlocutores, incrementando o nosso networking e conhecendo de perto as demandas das empresas”, destaca Ana Tiengo, gerente de marketing e vendas internas na MC1.

A parceria com a Softex deu tão certo que a MC1 se tornou a primeira empresa brasileira de software a ser posicionada como representativa no Gartner, o que trouxe novos clientes e atraiu investidores. Hoje, a MC1 é uma companhia global, presente em 31 países.

Para Ana Tiengo, são muitos os benefícios obtidos por uma empresa ao aderir ao Projeto Brasil IT, entre os quais ter a oportunidade acompanhar importantes eventos e missões internacionais. “É muito importante fazer parte desse ecossistema no exterior para ampliar o networking, conhecer outras demandas e também as dores de outras organizações. Daqui, só podemos imaginar, mas estando lá e  conversando os insights são muito mais relevantes”, conclui.

Iniciado em 2005, o Projeto Setorial Brasil IT+ tem por objetivos gerar novas oportunidades de negócios no mercado internacional para as companhias brasileiras participantes, ampliar o volume de exportações, aumentar a exposição da indústria brasileira de TI e fortalecer a imagem do Brasil como um centro mundial de excelência no setor.

Ao longo dos próximos dois anos, R$ 20 milhões serão investidos em ações de promoção comercial no exterior. Os mercados-alvos prioritários do projeto são Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Portugal, Espanha, Colômbia e Chile.

Nesse novo ciclo, as empresas aderidas terão a oportunidade de passar por uma análise de maturidade internacional para o desenvolvimento de ações customizadas e de participar de atividades estratégicas de apoio à internacionalização.

Serão oferecidas ações estruturantes focadas em capacitação e inteligência comercial, além do suporte para a presença nos maiores eventos de tecnologia do mundo com foco em prospecção e realização de negócios com valores subsidiados.

Outros benefícios oferecidos às associadas são acesso prévio a informações qualificadas sobre os mercados-alvo, validação de produto e conexão com potenciais clientes e parceiros no exterior, bootcamps virtuais, rodadas de negócios e missões internacionais online e virtuais.

Os interessados em integrar o Projeto Setorial Brasil IT+ devem se inscrever no site https://brasilitplus.com/participar/ e, na sequência, seguir as etapas de avaliação do potencial de internacionalização e apresentação de suas demandas e estratégias de ação no exterior.