A Softex, coordenadora do Programa MPS.BR e o TECSOFT, comunicam as condições para inscrição no Curso de Melhoria do Processo de Aquisição de Software e Serviços de TI (C4-MPS), em Brasília/DF.

Data: 5 e 6 de abril de 2016 (3ª e 4ª)
Horário: 08h00 às 18h00
Duração: 16 horas
Local: Setor Comercial Sul Quadra 6 Edifício Newton Rossi
Sala de reuniões da diretoria da Fecomércio – 7° andar
Instrutores: Edméia Leonor Pereira de Andrade e João Felipe Santos Condack

Pré-requisito: Não há pré-requisito para este curso.
Entretanto, este curso é pré-requisito em inscrições futuras para realizar a Prova de Melhoria do Processo de Aquisição de Software (P4-MPS).
Recomenda-se aos inscritos neste curso C4-MPS que previamente, façam “download” do Guia de Aquisição disponível na seção Guias em www.softex.br/mpsbr

Investimento: R$ 1.150,00 ( um mil, cento e cinquenta reais) INSCREVA-SE AQUI!

A Softex não emite notas fiscais: o Curso em questão, com recibo enviado, não deve ter retenção na fonte de tributos, conforme lei federal complementar 116/03, artigo 3º, inciso I a XXII. Para ler a declaração completa favor clique no link a seguir: Declaração.

Confira o comunicado completo do curso: C4-MPS_Brasília_5 e 6abril2016

A Softex, coordenadora do Programa MPS.BR e o TECSOFT, comunicam as condições para inscrição no Curso de Melhoria do Processo de Aquisição de Software e Serviços de TI (C4-MPS), em Brasília/DF. Data: 5 e 6 de abril de 2016 (3ª e 4ª) Horário: 08h00 às 18h00 Duração: 16 horas Local: Setor Comercial Sul Quadra 6 Edifício Newton Rossi Sala de reuniões da diretoria da Fecomércio – 7° andar Instrutores: Edméia Leonor Pereira de Andrade e João Felipe Santos Condack Pré-requisito: Não há pré-requisito para este curso. Entretanto, este curso é pré-requisito em inscrições futuras para realizar a Prova de Melhoria do Processo de Aquisição de Software (P4-MPS). Recomenda-se aos inscritos neste curso C4-MPS que previamente, façam “download” do Guia de Aquisição disponível na seção Guias em www.softex.br/mpsbr

Investimento: R$ 1.150,00 ( um mil, cento e cinquenta reais) INSCREVA-SE AQUI!

A Softex não emite notas fiscais: o Curso em questão, com recibo enviado, não deve ter retenção na fonte de tributos, conforme lei federal complementar 116/03, artigo 3º, inciso I a XXII. Para ler a declaração completa favor clique no link a seguir: Declaração.

Confira o comunicado completo do curso: C4-MPS_Brasília_5 e 6abril2016

Guilherme Amorim, gestor do Projeto Setorial Softex/Apex-Brasil, foi um dos entrevistados da  reportagem especial “Feria internacional é porta de entrada” veiculada pelo jornal Valor econômico no dia 28 de janeiro.

Desde 2005, a Softex desenvolve em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) o Projeto Setorial. Hoje, as 165 empresas integrantes dessa iniciativa respondem por quase 1/3 do volume total das exportações brasileiras do setor.

O Projeto Setorial entende que processo de internacionalização é um trabalho de longo prazo, que ocorre por meio do acúmulo de conhecimentos, experiências e relacionamentos. Por isso, seu objetivo é promover ações continuadas e focadas na preparação e no engajamento da empresa no mercado externo, mitigando riscos e gerando fluxo de caixa positivo com mais rapidez.

Entre elas está a participação em feiras setoriais internacionais, eventos importantes não apenas para a aproximação com potenciais parceiros e clientes locais, mas também para o mapeamento de oportunidades e levantamento de informações sobre a concorrência e o mercado local.

Confira a íntegra da reportagem no link: http://www.valor.com.br/brasil/4413168/feira-internacional-e-porta-de-entrada

 

MLP Assessoria de Imprensa – Tel.: (11) 3064-8066

Mário Pereira (MTB. 11.549) – mario@mlpcom.com.br

Karen Kornilovicz (MTB. 25.744) – karen@mlpcom.com.br

Guilherme Amorim, gestor do Projeto Setorial Softex/Apex-Brasil, foi um dos entrevistados da  reportagem especial “Feria internacional é porta de entrada” veiculada pelo jornal Valor econômico no dia 28 de janeiro.

Desde 2005, a Softex desenvolve em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) o Projeto Setorial. Hoje, as 165 empresas integrantes dessa iniciativa respondem por quase 1/3 do volume total das exportações brasileiras do setor.

O Projeto Setorial entende que processo de internacionalização é um trabalho de longo prazo, que ocorre por meio do acúmulo de conhecimentos, experiências e relacionamentos. Por isso, seu objetivo é promover ações continuadas e focadas na preparação e no engajamento da empresa no mercado externo, mitigando riscos e gerando fluxo de caixa positivo com mais rapidez.

Entre elas está a participação em feiras setoriais internacionais, eventos importantes não apenas para a aproximação com potenciais parceiros e clientes locais, mas também para o mapeamento de oportunidades e levantamento de informações sobre a concorrência e o mercado local.

Confira a íntegra da reportagem no link: http://www.valor.com.br/brasil/4413168/feira-internacional-e-porta-de-entrada

  MLP Assessoria de Imprensa – Tel.: (11) 3064-8066 Mário Pereira (MTB. 11.549) – mario@mlpcom.com.br Karen Kornilovicz (MTB. 25.744) – karen@mlpcom.com.br

Programação inclui reuniões pré-agendadas com empresários da França, da Espanha e do Reino Unido

 

E14466593752016-mobile-world-congress-editionm mais uma iniciativa do programa de internacionalização competitiva de software e serviços de TI gerenciado pela Softex em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), uma delegação de 14 empresas participará de 22 a 25 de fevereiro em Barcelona, na Espanha, do Mobile World Congress (MWC), o principal encontro mundial da indústria de comunicação móvel.

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, acompanhado por Ruben Delgado, presidente da Softex, e por uma comitiva de senadores e deputados federais, estará presente ao evento. No ano passado, o MWC recebeu mais de 94 mil visitantes e contou com a participação de 2.199 expositores.

No estande brasileiro, Datacom, eMotion, EiTV, Icarotech, Ixia, MC1, Navita, Prime Systems, Priori, RemOPT, Sikur, Stefanini, Tokenlab e Zup apresentarão um diversificado portfolio de serviços e soluções de software e hardware, entre as quais o smartphone superseguro Granite, plataformas de distribuição de conteúdo digital, desenvolvimentos de aplicativos, segurança móvel, gerenciamento de infraestrutura e operações, gestão de mobilidade e produtos para rede, do backbone ao acesso sobre fibra ou cobre.

“Por ser multifacetado, abrangendo todos os segmentos e todo o ecossistema que orbita em torno da mobilidade, o MWC é um importante fórum para realização de negócios e para a discussão do cenário atual e também futuro da indústria móvel, além das novas tendências tecnológicas em produtos e serviços”, explica Guilherme Amorim, gestor do Projeto Setorial Softex.

No ano passado, encontros promovidos pela Softex no MWC geraram aproximadamente cerca de R$ 3,5 milhões em negócios. “Este ano, nossa meta é realizar cerca de 70 rodadas de negócios, e já temos reuniões firmadas com organizações da França, da Espanha e do Reino Unido através do relacionamento que mantemos com entidades semelhantes à nossa nesses três países. Estamos trabalhando tanto com empresas âncora desses países como com companhias emergentes interessadas em levar as soluções brasileiras para o exterior e também em complementar o portfolio nacional”, destaca Amorim.

Participando do MWC pela terceira vez, a Sikur, empresa do grupo Ciberbras e especializada em segurança e defesa cibernética, apresentará no MWC 2016 sua plataforma de comunicação segura e o GranitePhone, um dispositivo com todas as funcionalidades de um smartphone, mas desenhado para garantir privacidade total em ligações, troca de mensagens, documentos e chats.

“Queremos gerar novas demandas para os nossos atuais distribuidores do Brasil, América Latina, Estados Unidos, Europa e Oriente Médio e firmar novos acordos com potencias distribuidores de valor agregado, em especial na área de segurança e comunicação. Já temos 25 reuniões agendadas com executivos de diversos países”, pondera Cristiano Iop Kruger, chief executive officer (CEO) da Sikur.

Presente pela primeira vez no MWC, a Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia e com presença em 39 países, entende o encontro como um propulsor para novos negócios e expansão global da companhia.

“A mobilidade está inserida no portfolio do Grupo como um dos pilares para promover mais eficiência e melhoria dos processos de negócios dos nossos clientes. Temos soluções personalizadas para os diversos setores da economia e o MWC será um evento importante para selar parcerias estratégicas – e até complementares – e para apresentar os diferenciais competitivos da nossa oferta para o desenvolvimento de aplicações, sustentação e gestão dos dispositivos móveis na infraestrutura de uma organização”, avalia Ailtom Nascimento, vice-presidente do Grupo Stefanini.

Já a MC1, multinacional brasileira com foco em processos e inteligência de negócios utilizando a mobilidade, levará para o MWC a inovadora plataforma corporativa Win The Market para equipes de vendas, merchandising e serviços de campo. “O MWC nos coloca no centro das iniciativas globais de mobilidade”, destaca Rafael Merseguel diretor de Vendas e Canais da MC1.

 

Brasil no Mobile World Congress
Local: Fira Gran Via – Av. Joan Carles I, 64 – Barcelona

Estande: Hall 8.1 – estande E33

 

MLP Assessoria de Imprensa – Tel.: (11) 3064-8066

Mário Pereira (MTB. 11.549) – mario@mlpcom.com.br

Karen Kornilovicz (MTB. 25.744) – karen@mlpcom.com.br

Programação inclui reuniões pré-agendadas com empresários da França, da Espanha e do Reino Unido   E14466593752016-mobile-world-congress-editionm mais uma iniciativa do programa de internacionalização competitiva de software e serviços de TI gerenciado pela Softex em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), uma delegação de 14 empresas participará de 22 a 25 de fevereiro em Barcelona, na Espanha, do Mobile World Congress (MWC), o principal encontro mundial da indústria de comunicação móvel.

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, acompanhado por Ruben Delgado, presidente da Softex, e por uma comitiva de senadores e deputados federais, estará presente ao evento. No ano passado, o MWC recebeu mais de 94 mil visitantes e contou com a participação de 2.199 expositores.

No estande brasileiro, Datacom, eMotion, EiTV, Icarotech, Ixia, MC1, Navita, Prime Systems, Priori, RemOPT, Sikur, Stefanini, Tokenlab e Zup apresentarão um diversificado portfolio de serviços e soluções de software e hardware, entre as quais o smartphone superseguro Granite, plataformas de distribuição de conteúdo digital, desenvolvimentos de aplicativos, segurança móvel, gerenciamento de infraestrutura e operações, gestão de mobilidade e produtos para rede, do backbone ao acesso sobre fibra ou cobre.

“Por ser multifacetado, abrangendo todos os segmentos e todo o ecossistema que orbita em torno da mobilidade, o MWC é um importante fórum para realização de negócios e para a discussão do cenário atual e também futuro da indústria móvel, além das novas tendências tecnológicas em produtos e serviços”, explica Guilherme Amorim, gestor do Projeto Setorial Softex.

No ano passado, encontros promovidos pela Softex no MWC geraram aproximadamente cerca de R$ 3,5 milhões em negócios. “Este ano, nossa meta é realizar cerca de 70 rodadas de negócios, e já temos reuniões firmadas com organizações da França, da Espanha e do Reino Unido através do relacionamento que mantemos com entidades semelhantes à nossa nesses três países. Estamos trabalhando tanto com empresas âncora desses países como com companhias emergentes interessadas em levar as soluções brasileiras para o exterior e também em complementar o portfolio nacional”, destaca Amorim.

Participando do MWC pela terceira vez, a Sikur, empresa do grupo Ciberbras e especializada em segurança e defesa cibernética, apresentará no MWC 2016 sua plataforma de comunicação segura e o GranitePhone, um dispositivo com todas as funcionalidades de um smartphone, mas desenhado para garantir privacidade total em ligações, troca de mensagens, documentos e chats.

“Queremos gerar novas demandas para os nossos atuais distribuidores do Brasil, América Latina, Estados Unidos, Europa e Oriente Médio e firmar novos acordos com potencias distribuidores de valor agregado, em especial na área de segurança e comunicação. Já temos 25 reuniões agendadas com executivos de diversos países”, pondera Cristiano Iop Kruger, chief executive officer (CEO) da Sikur.

Presente pela primeira vez no MWC, a Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia e com presença em 39 países, entende o encontro como um propulsor para novos negócios e expansão global da companhia.

“A mobilidade está inserida no portfolio do Grupo como um dos pilares para promover mais eficiência e melhoria dos processos de negócios dos nossos clientes. Temos soluções personalizadas para os diversos setores da economia e o MWC será um evento importante para selar parcerias estratégicas – e até complementares – e para apresentar os diferenciais competitivos da nossa oferta para o desenvolvimento de aplicações, sustentação e gestão dos dispositivos móveis na infraestrutura de uma organização”, avalia Ailtom Nascimento, vice-presidente do Grupo Stefanini.

Já a MC1, multinacional brasileira com foco em processos e inteligência de negócios utilizando a mobilidade, levará para o MWC a inovadora plataforma corporativa Win The Market para equipes de vendas, merchandising e serviços de campo. “O MWC nos coloca no centro das iniciativas globais de mobilidade”, destaca Rafael Merseguel diretor de Vendas e Canais da MC1.

  Brasil no Mobile World Congress Local: Fira Gran Via – Av. Joan Carles I, 64 – Barcelona Estande: Hall 8.1 – estande E33   MLP Assessoria de Imprensa – Tel.: (11) 3064-8066 Mário Pereira (MTB. 11.549) – mario@mlpcom.com.br Karen Kornilovicz (MTB. 25.744) – karen@mlpcom.com.br