Serão ofertados cursos gratuitos sobre empreendedorismo, negócios e carreira

 

Como parte das comemorações de seus 25 anos, a Softex anuncia o lançamento do [email protected], iniciativa que tem como propósito inspirar e levar o conhecimento das colaboradoras da entidade para outras mulheres por meio de miniaulas virtuais.

Os conteúdos, que são gratuitos e com duração máxima de uma hora,  trazem dicas valiosas sobre carreira, negócios, além do aperfeiçoamento e troca de experiências  profissional entre as participantes.   Os módulos serão disponibilizados gradualmente – a cada duas semanas – na plataforma EAD da Hands ON, a aceleradora da Softex. Um certificado será emitido ao final de cada curso.

“O objetivo não é só passar o conteúdo, mas compartilhar a vivência profissional de cada uma das mulheres que fazem parte da nossa organização. Em breve, expandiremos esse convite a outras mulheres também para aumentarmos ainda mais a oferta de cursos”, explica  Rayanny Nunes, gerente de inovação da Softex.

O primeiro, Jornada Empreendedora, já está disponível. Nele, é possível compreender melhor como é possível tirar uma ideia do papel e os desafios e as oportunidades desse processo. São 4 módulos: Introdução à Jornada Empreendedora, Empreendedorismo e o Cenário Brasileiro, O que define uma Empreendedora e Desafios da Jornada Empreendedora. A mentora é justamente Rayanny Nunes.

Dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), realizada pelo IBGE, mostram que cerca de 9,3 milhões de mulheres estão à frente de negócios no Brasil. O GEM (Global Entrepreneurship Monitor), que é a principal pesquisa sobre empreendedorismo no mundo e reúne dados de 49 países, relacionou em sua última edição (2018), que o Brasil está em sétimo lugar no ranking de proporção de mulheres à frente de empreendimentos iniciais.

Confira os temas dos oito cursos que  serão oferecidos ao longo das próximas semanas: Planejamento de Carreira, Transformação Digital, Carreira em Gestão de Projetos Branding e Comunicação, Produtividade e Priorização, Organização Financeira e Pessoal, Síndrome da Impostora e Gestão de projetos.

Para acessar os conteúdos do [email protected], clique aqui.

 

 

A Softex está entre as apoiadoras do Prêmio NAVI Awards, que tem por objetivo descobrir e incentivar ideias e realizações no campo da Inteligência Artificial (IA) com potencial inovador, capazes de impactar o mercado e a sociedade. Seu objetivo é aproximar empresas e instituições de diferentes segmentos com startups e pesquisadores para resolver os diversos problemas de negócios com o uso da IA.

Podem participar empreendedores e pesquisadores brasileiros com propostas e soluções escaláveis em nível global. As inscrições prosseguem até o dia 31 de outubro.

Os cinco finalistas de cada categoria serão anunciados no dia 5 de novembro. Eles participarão do evento de divulgação dos vencedores, terão a oportunidade de aproximação com a rede de parceiros de negócios do NAVI, assim como a possibilidade de participar do Programa NAVI Venture Studio e do Programa LifeHub da Bayer. ​Os vencedores também receberão mais R$ 10.000 para investimento em seus projetos.

Clique aqui para mais informações.

Por Karen Kornilovicz
MLP Assessoria de Imprensa

A publicação inglesa Futurology.Life, focada na divulgação de negócios e inovações de ponta no cenário global, acaba de lançar o levantamento “60 Empresas de Inteligência Artificial Mais Inovadoras em Portugal”, enumerando startups e empresas que estão adotando uma variedade de abordagens para inovar a indústria de Inteligência Artificial e que por isso valem à pena ser observadas com atenção especial.

Para participar desse compilado, elas precisaram apresentar um desempenho excepcional em uma dessas nove categorias: inovação, idéias inovadoras, rota inovadora para o mercado, produto inovador, crescimento, crescimento excepcional, estratégia de crescimento excepcional, gestão ou impacto social.

E a empresa brasileira Data H, participante do Projeto Setorial Brasil IT+, desenvolvido pela Softex em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), está entre as 60 relacionadas.

Especializada em ajudar as organizações a transformar o conhecimento acumulado e disperso em algoritmos inteligentes, a Data H tem entre seus clientes empresas de porte como Embraer, Basf, Grupo Fleury, iFood e Grupo Votorantim.

O Projeto Brasil IT+ teve um papel fundamental na aproximação da Data H com potenciais parceiros e conexões em Portugal, inclusive com a aproximação com a UpTec, que é o Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto.

Lançado em 2005 com o objetivo de desenvolver uma agenda de internacionalização de empresas, promover as exportações, bem como para reforçar, em âmbito internacional, a confiabilidade e a alta qualidade da TI brasileira, o Projeto Setorial Brasil IT+ está presente em diversas iniciativas voltadas ao posicionamento e também ao fortalecimento dessa indústria.

As atividades incluem, entre outras, participação de delegações brasileiras em congressos e feiras internacionais, em missões empresariais, capacitação exclusiva em captação e gestão de recursos internacionais, engajamento de CIO’s internacionais em programas de Corporate Venture e treinamento em Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Clique aqui para saber mais.

Para conhecer as “60 Empresas de Inteligência Artificial Mais Inovadoras em Portugal”, acesse https://futurology.life/60-most-innovative-portugal-based-artificial-intelligence-companies/

 

Brasília, 13 de setembro de 2021. No mundo cibernético, a ciência de dados ocupa um lugar de destaque: ela é um dos campos mais interessante, quiçá um dos mais importantes que existem hoje.

Para se uma ideia, todos os dias armazenamos milhões de dados – por meio de diversas tecnologias – que trazem benefícios para as organizações e sociedade. E com a ciência de dados podemos interpretá-los e usá-los da forma correta.

Nesta quarta-feira (15), o MPSTalks discute esse tema tão importante para os profissionais que se interessam pelo assunto. Idealizado pela Softex, o bate-papo virtual, com duração de uma hora, traz o tema Ciência de Dados: visão geral e formação , que será proferido por Eduardo Ogasawara (Cefet). As inscrições, que são gratuitas, podem ser efetuadas aqui.

 

Serviço

MPS Talks
Tema:
Ciência de Dados: visão geral e formação

Quando? 15/9

Horário: 13h

 

Edital selecionará 30 participantes, entre eles empresas privadas, autarquias, órgãos públicos, instituições do terceiro setor do DF e Ride

O programa DF Inovador, realizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação do Distrito Federal (FAP-DF) e executado pela Softex, prorrogou para o dia 17 de setembro as inscrições de empresas, autarquias, órgãos públicos e instituições do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride) interessadas em desenvolver uma cultura e estratégias de inovação e Intraempreendedorismo em suas equipes internas.

Serão selecionadas 30 organizações participantes para uma jornada de capacitação das lideranças e talentos internos nos temas ligados à Inovação, Transformação Digital e Empreendedorismo. Durante o processo, com duração total de três meses, eles receberão treinamento, acompanhamento e mentoria individualizados para o desenvolvimento de estratégias e projetos de inovação, utilizando processos e metodologias de mercado como importantes pontos de apoio na implementação.

Com recursos da ordem de R$ 3,5 milhões e execução de 18 meses, a proposta do programa DF Inovador é promover a inovação e a transformação digital de empresas e organizações da região, bem como desenvolver talentos conectados à nova economia digital. Ele também tem papel estratégico no esforço de transformar Brasília em uma Cidade Inteligente, iniciativa conduzida pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), com o apoio da FAP-DF.

Tendo entre seus apoiadores o Sistema Fibra, o Programa DF Inovador tem quatro eixos principais: Intraempreendedorismo e inovação corporativa; inovação aberta com empresas conectadas ao ecossistema de Inovação; identificação de talentos para a economia digital e internacionalização.

Para realizar a inscrição ou ter acesso às informações detalhadas sobre o edital, acesse o site do programa: https://dfinovador.org.br/.

 

Comunicação Softex

Em 2019, a Portal Telemedicina, health tech de laudos médicos e teleconsulta, passou pelo processo de aceleração do Programa TechD, lançado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações (MCTI) em parceria com a Softex. Sua missão foi fazer a ponte entre o universo empreendedor e o de pesquisa por meio da integração e da maior convergência entre startups, centros de P&D, universidades e empresas do setor produtivo.

Um estudo baseado em Inteligência Artificial (IA) realizado pela Portal Telemedicina em parceria com a Rede São Camilo (SP) e o Instituto Eldorado, permitiu progredir a passos largos nos processos para a detecção precoce e acompanhamento de câncer no país, viabilizando o atendimento dos pacientes em tempo hábil.

De acordo com o Datasus, o câncer é a segunda doença que mais mata no Brasil. Segundo a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), o tempo médio para diagnóstico da doença no país é de 270 dias.

O diagnóstico precoce é, portanto, um dos principais instrumentos no combate ao câncer e quanto mais cedo o início do tratamento, maiores as chances de cura. Os resultados desse estudo possibilitarão agilidade médica na tomada de decisões durante o tratamento da doença.

Segundo Elizabeth Rocha Fernandes, head de Produto da Portal Telemedicina, o projeto cumpriu o objetivo de isolar e remover as barreiras científicas na produtização em larga escala dos algoritmos de Inteligência Artificial. “Ao final, obtivemos uma detecção de nódulos cancerígenos em exames de raio-x com performance muito acima do esperado”, explica.

Ela destaca que o modelo para exames de raio-x tem um potencial de impacto na saúde coletiva muito maior do que a detecção feita em exames de tomografia, uma vez que até mesmo pequenas e micro clínicas podem adquirir o equipamento. “Além disso, o custo por exame é menor. Portanto, a abrangência de população atendida tende a ampliar.”

Para aprimorar o suporte no acompanhamento de pacientes oncológicos em tratamento, a Portal Telemedicina prevê o uso da Inteligência Artificial na avaliação Recist (Response Evaluation Crieteria in Solid Tumors), que consiste na análise de diversos exames do paciente desde o início do tratamento, bem como na comparação entre eles para avaliar se os nódulos estão aumentando ou reduzindo de tamanho.

“Esse processo, por vezes, é difícil e demorado, uma vez que alguns pacientes podem estar acompanhando há meses ou anos, sendo necessário revisar todo o histórico de imagens. Com o software da Portal Telemedicina, seria possível identificar lesões neoplásicas no primeiro estudo e fazer o acompanhamento com mensuração ou quantificação de forma automática nos demais exames”, afirma o Dr. Vinícius Castro Fiorot, médico radiologista que acompanhou todo o estudo.
O projeto de pesquisa visa criar soluções que também reduzam a quantidade de erros médicos durante o laudo de exames. “Quando há divergência entre a indicação da Inteligência Artificial e a avaliação do médico, é criado um sistema de double check, ou seja, o mesmo exame é enviado a outros profissionais, abrindo um fórum de debate”, complementa Elizabeth.

“O sucesso do Portal Telemedicina comprova a importância do investimento público e privado em health techs capazes fomentar a produção científica no país e colaborar assim para o desenvolvimento de tecnologias com maior valor agregado”, destaca Diônes Lima, vice-presidente executivo da Softex.