A chamada tem por objetivo selecionar empresas para promover melhorias e trabalhar na manutenção da plataforma LMS do programa Brasil mais Ti

A Softex torna pública a chamada e convida os interessados a apresentarem propostas para prestação de serviços especializados em Sistemas Integrados e Plataformas de Educação a Distância (LMS – Learning Management System).

Está aberta a chamada para o processo licitatório, que será realizado na modalidade de concorrência, para seleção de propostas voltadas a contratação de empresa integradora de tecnologias educacionais, especializada em plataformas e conteúdo de aprendizagem a distância para adequação e desenvolvimento do atual portal Brasil Mais TI e do Ambiente Virtual de Aprendizagem (LMS). O portal deverá comportar aproximadamente 500 mil usuários, tendo como público alvo os jovens e   adultos.

O Brasil mais TI é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), é um projeto inovador e dinâmico de educação a distância que atua em três pontos essenciais da formação profissional: conhecimento, capacitação e oportunidades.

Com atualmente, 278 mil usuários cadastrados e mais de 500 mil capacitações em andamento, a plataforma oferece 39 cursos voltados para o desenvolvimento de habilidades necessárias às carreiras de software e serviços de TI.

Segundo levantamento realizado pela unidade de inteligência, estudos e pesquisas da Softex, o déficit de 408 mil profissionais de TI estimado para 2022 pode significar uma perda de receita de R$ 167 bilhões entre 2010 e 2020 para o setor. Outro gargalo significativo da indústria é o domínio precário do inglês, que dificulta o recrutamento. A proposta da plataforma Brasil mais TI é contribuir para mudar esse quadro, despertar a vocação e assim estimular a entrada de novos profissionais em um setor em franco processo de crescimento e considerado estratégico para o Brasil.

A Softex, entidade gestora do Brasil mais TI, possui seis áreas, sendo uma delas a área de Educação, que tem como objetivo oferecer capacitação e desenvolvimento de profissionais e empresas. Com a finalidade estimular o crescimento do setor tecnológico no Brasil, de forma a integrar a oferta de aprendizagem às necessidades do mercado de trabalho.

As empresas interessadas em participar deste processo licitatório deverão acessar o edital e enviar as propostas até às 17h do dia 05/01/2017.

Empresas que tenham passado pelo programa Start-Up Brasil ou tenham iniciado o processo formal do Certics ou MPS.BR terão pontuação diferenciada.

O edital está publicado no site da Softex, na página de Editais e Chamadas.

 

A chamada tem por objetivo selecionar empresas para promover melhorias e trabalhar na manutenção da plataforma LMS do programa Brasil mais Ti A Softex torna pública a chamada e convida os interessados a apresentarem propostas para prestação de serviços especializados em Sistemas Integrados e Plataformas de Educação a Distância (LMS – Learning Management System). Está aberta a chamada para o processo licitatório, que será realizado na modalidade de concorrência, para seleção de propostas voltadas a contratação de empresa integradora de tecnologias educacionais, especializada em plataformas e conteúdo de aprendizagem a distância para adequação e desenvolvimento do atual portal Brasil Mais TI e do Ambiente Virtual de Aprendizagem (LMS). O portal deverá comportar aproximadamente 500 mil usuários, tendo como público alvo os jovens e   adultos. O Brasil mais TI é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC), é um projeto inovador e dinâmico de educação a distância que atua em três pontos essenciais da formação profissional: conhecimento, capacitação e oportunidades. Com atualmente, 278 mil usuários cadastrados e mais de 500 mil capacitações em andamento, a plataforma oferece 39 cursos voltados para o desenvolvimento de habilidades necessárias às carreiras de software e serviços de TI. Segundo levantamento realizado pela unidade de inteligência, estudos e pesquisas da Softex, o déficit de 408 mil profissionais de TI estimado para 2022 pode significar uma perda de receita de R$ 167 bilhões entre 2010 e 2020 para o setor. Outro gargalo significativo da indústria é o domínio precário do inglês, que dificulta o recrutamento. A proposta da plataforma Brasil mais TI é contribuir para mudar esse quadro, despertar a vocação e assim estimular a entrada de novos profissionais em um setor em franco processo de crescimento e considerado estratégico para o Brasil. A Softex, entidade gestora do Brasil mais TI, possui seis áreas, sendo uma delas a área de Educação, que tem como objetivo oferecer capacitação e desenvolvimento de profissionais e empresas. Com a finalidade estimular o crescimento do setor tecnológico no Brasil, de forma a integrar a oferta de aprendizagem às necessidades do mercado de trabalho. As empresas interessadas em participar deste processo licitatório deverão acessar o edital e enviar as propostas até às 17h do dia 05/01/2017. Empresas que tenham passado pelo programa Start-Up Brasil ou tenham iniciado o processo formal do Certics ou MPS.BR terão pontuação diferenciada. O edital está publicado no site da Softex, na página de Editais e Chamadas.  

No dia 16 de dezembro o MCTIC divulgou o resultado final da seleção de entidades para gestão do programa Brasil Mais TI.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações divulgou na última sexta-feira (16) o resultado definitivo da seleção de organizações da sociedade civil para gestão do programa Brasil Mais TI. Ao final da fase de recursos, a proposta vencedora foi Softex.

De acordo com a comissão de avaliação, o projeto da Softex obteve nota de 8,7 pontos. Em segundo lugar ficou o projeto da Fundação de Amparo a Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu) com 6,2 pontos. A proposta do Instituto Xavante foi eliminada. O próximo passo é a assinatura do termo de colaboração entre o MCTIC e a entidade vencedora.

Fonte: MCTIC
goo.gl/U3vBl6

No dia 16 de dezembro o MCTIC divulgou o resultado final da seleção de entidades para gestão do programa Brasil Mais TI.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações divulgou na última sexta-feira (16) o resultado definitivo da seleção de organizações da sociedade civil para gestão do programa Brasil Mais TI. Ao final da fase de recursos, a proposta vencedora foi Softex.

De acordo com a comissão de avaliação, o projeto da Softex obteve nota de 8,7 pontos. Em segundo lugar ficou o projeto da Fundação de Amparo a Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu) com 6,2 pontos. A proposta do Instituto Xavante foi eliminada. O próximo passo é a assinatura do termo de colaboração entre o MCTIC e a entidade vencedora.

Fonte: MCTIC goo.gl/U3vBl6

A Softex como entidade referência para o setor foi homenageada, durante o Jantar Anual do Sindicato das Empresas de Informática do Estado do Rio de Janeiro – TI RIO.

Para o atual Presidente da Softex, Ruben Delgado, esta homenagem representa o reconhecimento do trabalho que tem sido realizado, não só pela Softex, na aplicação de políticas-públicas, mas também pelos ministérios do governo e entidades parceiras da rede Softex.

“Entendo que esta homenagem é pelos 20 anos, portanto ela cabe a cada presidente que passou pela entidade, tornando-a cada vez mais forte e voltada para o crescimento da competitividade da indústria de software e serviços de TI. Eu como atual presidente tive a sorte de estar nesse momento dos 20 anos, recebendo essa linda homenagem, mas gostaria de compartilhar esse triunfo com todos os demais presidentes que por aqui passaram.”

A Sociedade Softex, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nasceu em 1996, com a missão de coordenar o Programa Softex e também de ampliar a competitividade das empresas brasileiras de software e serviços de TI, bem como a sua participação nos mercados nacional e internacional.

“Presidir o Conselho Administrativo da Softex é, além de uma honra, um desafio que tomo como um dos mais importantes do meu trabalho atual. O grande potencial do Brasil na área de TI desponta e temos que preservar e valorizar as estratégias que visam o crescimento do setor. Entre as metas, estão a estratégia nacional para startups e a nova lei de informática. Quanto à homenagem, é mais uma prova de que a Softex vem desempenhando com excelência seus serviços em prol do crescimento do país”, destaca Celso Pansera, Presidente do Conselho Administrativo da Softex.

Alguns dos grandes marcos que, durante estes 20 anos, fizeram a história da Softex podem ser acessados através do link: http://www.softex.br/softex20/

A Softex como entidade referência para o setor foi homenageada, durante o Jantar Anual do Sindicato das Empresas de Informática do Estado do Rio de Janeiro – TI RIO.

Para o atual Presidente da Softex, Ruben Delgado, esta homenagem representa o reconhecimento do trabalho que tem sido realizado, não só pela Softex, na aplicação de políticas-públicas, mas também pelos ministérios do governo e entidades parceiras da rede Softex.

“Entendo que esta homenagem é pelos 20 anos, portanto ela cabe a cada presidente que passou pela entidade, tornando-a cada vez mais forte e voltada para o crescimento da competitividade da indústria de software e serviços de TI. Eu como atual presidente tive a sorte de estar nesse momento dos 20 anos, recebendo essa linda homenagem, mas gostaria de compartilhar esse triunfo com todos os demais presidentes que por aqui passaram.”

A Sociedade Softex, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nasceu em 1996, com a missão de coordenar o Programa Softex e também de ampliar a competitividade das empresas brasileiras de software e serviços de TI, bem como a sua participação nos mercados nacional e internacional.

“Presidir o Conselho Administrativo da Softex é, além de uma honra, um desafio que tomo como um dos mais importantes do meu trabalho atual. O grande potencial do Brasil na área de TI desponta e temos que preservar e valorizar as estratégias que visam o crescimento do setor. Entre as metas, estão a estratégia nacional para startups e a nova lei de informática. Quanto à homenagem, é mais uma prova de que a Softex vem desempenhando com excelência seus serviços em prol do crescimento do país”, destaca Celso Pansera, Presidente do Conselho Administrativo da Softex.

Alguns dos grandes marcos que, durante estes 20 anos, fizeram a história da Softex podem ser acessados através do link: http://www.softex.br/softex20/