Além das ofertas disponibilizadas no painel, um robô de vagas auxilia estudantes na busca de oportunidades em diversos sites

A Softex publicou um Caderno Temático apontando para um déficit aproximado de 408 mil profissionais de TI em 2022, o que pode vir a gerar uma perda de receita de R$ 167 bilhões para a indústria do setor.

Com o objetivo despertar o interesse dos jovens pela área de tecnologia e auxiliar na reversão desse quadro, os ministérios da Educação (MEC) e da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançaram há quatro anos o programa Brasil Mais TI. Sob a gestão da Softex, ele conta atualmente com mais de 345 mil estudantes cadastrados e oferece, além de 800 horas de cursos, muitas oportunidades de trabalho.

O estudante pode realizar a pesquisa de vagas por cargo, estado, faixa salarial ou modelo de contrato. Na plataforma, o aluno também pode checar o nível de afinidade com as oportunidades de trabalho relacionadas cruzando a porcentagem das competências que possui com as que são desejadas em cada vaga.

Outra ferramenta disponibilizada no Brasil Mais TI é o robô de vagas que permite visualizar as ofertas de emprego extraídas diretamente de importantes páginas de vagas no setor de TI. A plataforma também permite criar um recrutamento customizado de acordo com as necessidades de cada empresa.

“O mercado de trabalho na área de TI é muito amplo e os salários são também bastante atraentes. Outro ponto importante e muito positivo é que há uma forte demanda por profissionais qualificados que tende a aumentar nos próximos anos. O número de profissionais graduados seria suficiente para atender à demanda do mercado de trabalho se a formação das universidades estivesse alinhada com as necessidades do mercado. O programa Brasil Mais TI tem essa proposta de fazer a ponte entre o perfil profissional que as empresas precisam e o que as escolas técnicas e as de nível superior formam”, analisa Diônes Lima, vice-presidente da Softex.

Para conhecer as opções de vagas de trabalho no setor, acesse www.brasilmaisti.com.br

Iniciativa da Softex que apoiará projetos inovadores se prepara para a terceira fase

A Softex, em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), anunciou no final do mês de junho o lançamento do Programa TechD de apoio a tecnologias emergentes. Sua missão é fazer a ponte entre o universo empreendedor e o de pesquisa por meio da integração e da maior convergência entre startups, centros de P&D, universidades e empresas do setor produtivo.

A proposta do TechD é impulsionar, com recursos da ordem de R$ 18 milhões, projetos inovadores focados em quatro linhas temáticas: IoT, Saúde, Energia e Mobilidade. O programa prevê a concessão de até R$ 500 mil em subvenção por projeto de tecnologia selecionado, a serem somados a possíveis investimentos de empresas.

A primeira fase do Programa envolveu a assinatura de parcerias com as instituições que apresentaram capacidade de desenvolvimento tecnológico dentro dessas quatro linhas temáticas e firmou 22 acordos com Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICTs), centros de P&D e universidades.

Na segunda fase, encerrada no final de agosto, médias e grandes companhias interessadas em desenvolver tecnologias através de processos de inovação aberta – as chamadas empresas-âncora – foram convidadas a integrar o programa. Elas participarão testando ou investindo nas tecnologias, oferecendo contrapartida financeira pelo projeto de seu interesse, entrando no negócio como sócias ou, ainda, obtendo exclusividade no emprego dessas soluções.

“Recebemos 47 inscrições, um número que superou nossas expectativas. Trabalhamos nesse momento na análise dos documentos, no pré-cruzamento das linhas de pesquisa com os subtemas das ICTs e no matchmaking entre as empresas inscritas e as ICTs”, explica Diônes Lima, vice-presidente da Softex.

Na sequência terá início a terceira e última fase do TechD com o lançamento de uma chamada pública para que startups ou pesquisadores proponham projetos que apresentem soluções tecnológicas a serem validadas junto às empresas-âncora selecionadas. As soluções desenvolvidas também serão validadas junto ao seu mercado potencial tanto no Brasil como no exterior.

O vice-presidente da Softex destaca que o programa aproveita a tendência de inovação aberta para fomentar o desenvolvimento de tecnologias com maior valor agregado. “Ao estimularmos negócios inovadores alinhados às novas tendências tecnológicas estamos colaborando simultaneamente para fortalecer o ecossistema de startups nacional e, também, o de inovação e pesquisa. Somente dessa maneira tornaremos o país menos dependente de tecnologias internacionais e mais competitivo no mercado global”, conclui Diônes Lima.

Para a sua realização, o TechD conta com as parcerias estratégicas da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Evento acontece no WTC Sheraton Hotel, em São Paulo, de 22 a 25 de outubro

Gartner Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, anuncia a abertura das inscrições para o Gartner Symposium/ITxpo 2018. O evento explora as tendências e tecnologias estratégicas que estão impulsionando a Transformação Digital e moldando o futuro da área de TI e dos negócios.

“O Symposium possibilita uma convergência sem precedentes de analistas, especialistas da indústria e provedores de soluções de última geração, oferecendo aos participantes a oportunidade de conhecer maneiras inovadoras para lidar com os principais desafios, tomar decisões com confiança e alcançar maior impacto como líderes”, afirma Claudio Neiva, Diretor de Pesquisas do Gartner e Chairman do Symposium/ITxpo 2018.

A edição de 2018 oferece uma visão abrangente das principais tendências emergentes para enriquecer a estratégia de CIOs e executivos seniores de TI que desejam impulsionar seus negócios. Serão apresentadas também as previsões mais recentes para o mercado de tecnologia, conselhos concretos baseados nas pesquisas Gartner e novas soluções, além de demonstrações práticas para a superação dos desafios da Transformação Digital.

“Executivos com poder de decisão terão a oportunidade de trazer perguntas para serem respondidas por profissionais internacionais e descobrir como os seus pares superaram desafios semelhantes e capturaram oportunidades”, diz Neiva.

Durante a programação, o público terá acesso às apresentações de analistas do Gartner, além de pesquisas inéditas, workshops e casos de sucesso. O evento proporciona um ambiente com oportunidades de interação e de troca de experiências. Durante o encontro, participantes que desejam conselhos específicos para os desafios de suas empresas poderão agendar reuniões particulares com analistas do Gartner.

Até 14 de setembro, as inscrições para o Gartner Symposium/ITxpo 2018 estão com desconto de R$ 675,00. Há preços diferenciados para profissionais do setor público e descontos para grupos. Interessados podem entrar em contato com o Gartner pelos telefones (11) 5632-3109 e 0800 774 1440, pelo e-mail:brasil.inscricoes@gartner.com ou pelo site: www.gartner.com/br/symposium.

Sobre o Gartner

Gartner, Inc. (NYSE: IT) é a principal empresa de pesquisa e consultoria do mundo e membro do S&P 500. Fornecemos aos líderes de negócios insights, conselhos e ferramentas indispensáveis para alcançarem suas prioridades em missões críticas e para desenvolverem organizações de sucesso no futuro. Nossa combinação incomparável de pesquisas lideradas por especialistas e orientadas por profissionais e baseadas em dados aconselha os clientes para a tomada de decisões corretas sobre os assuntos que mais importam. Somos confiáveis como um recurso de apoio e parceiro crítico para mais de 15.000 empresas, em mais de 100 países – por meio de todas as principais funções e para todos os tipos de empresa. Para saber mais como ajudamos executivos com poder de decisão a impulsionarem o futuro dos negócios, visite: www.gartner.com.

A 14ª edição do Workshop Anual do MPS (WAMPS 2018), realizado em Maringá no último dia 24 de agosto, reuniu avaliadores, implementadores e sênior advisors, empreendedores, startups e especialistas ligados à engenharia de software, para tratar das melhores práticas na qualidade do processo de desenvolvimento de software, serviços e gestão de pessoas na indústria de TIC.

Participaram da solenidade abertura do encontro, que este ano integrou a programação do TICNOVA, um dos maiores eventos de inovação e tecnologia do Sul do país, Diônes Lima, vice-presidente da Softex; Rafaela Campos, presidente da Software by Maringá; e Franz Wagner Dal Belo, diretor de Inovação e Tecnologia da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico de Maringá.

Um dos temas do evento, os métodos ágeis são uma nova forma de gestão e de desenvolvimento de software que têm por objetivo entregar a solução funcionando totalmente. Isso se dá, entre outros fatores, através de uma maior aproximação e colaboração do time de desenvolvimento com os experts de negócios, reduzindo os riscos associados às incertezas dos projetos.

A programação do WAMPS 2018 abordou ainda os principais conceitos do desenvolvimento seguro de software como estratégia para reduzir o custo total de desenvolvimento e a manutenção de sistemas, bem como a integração de processos de melhoria e gestão com MPS Serviços e ISO 20.000.

Lançado há 14 anos, o MPS.BR é o único programa brasileiro de avaliações de qualidade voltado para setor de TIC. Contempla hoje três modelos de referência – software, serviços e recursos humanos – e conta com 18 instituições implementadoras. Os três modelos do MPS contabilizam um total de 831 avaliações e mais de 6.400 pessoas capacitadas.

Para Diônes Lima, vice-presidente executivo da Softex, “o objetivo do programa MPS.BR é promover a melhoria da qualidade e da produtividade de soluções, serviços de software e de recursos humanos de acordo com os padrões de qualidade aceitos internacionalmente, mas a custos acessíveis às empresas nacionais, principalmente às de pequeno e médio porte. A importância do WAMPS é o intercâmbio de experiências que contribuem para o seu sucesso”.

Durante o WAMPS 2018 foi realizada a cerimônia de entrega de placas de aço, uma ação simbólica que marca a nova fase das empresas recentemente avaliadas com o nível G no Modelo MPS-SERVIÇOS – B5S Tecnologia, Constel Tecnologia, New Oeste Telecom do Brasil, R2A Cartuchos e Impressoras – e também para a Rhede Sistemas, que conquistou o nível F no Modelo MPS-SOFTWARE.

As fotos oficiais e os conteúdos apresentados durante o WAMPS 2018 estão disponíveis no link a seguir: https://www.softex.br/mpsbr/wamps/wamps-2018/

Serão 54 horas de imersão para a proposta de soluções a 20 desafios da indústria mapeados pela organização

Tendência na indústria e já uma realidade em países como Alemanha, China e Noruega, a eletromobilidade começa a ganhar força no Brasil e, com ela, surgem as barreiras a serem superadas para o desenvolvimento da mobilidade elétrica.

E é justamente para ajudar a vencer os desafios da indústria que a Softex apoia a inciativa da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) de promover nos dias 14, 15 e 16 de setembro a primeira edição do StartupWeekend Eletromobilidade.

Com a participação de especialistas, mentores, representantes da indústria, investidores e outros envolvidos nos ecossistemas de inovação e de eletromobilidade, a programação inclui mais de 54 horas de imersão em criação de modelos de negócios, programação, design e validação de mercado para propor soluções reais aos 20 desafios previamente mapeados pela organização.

“Por meio da parceria com o programa PROMOB-e/GIZ estamos realizando a primeira edição do projeto Startup Studio, vertical de Eletromobilidade. Sua proposta é promover a geração de novos empreendedores early-stage interessados em atuar no segmento de manufatura avançada desenvolvendo de soluções baseadas em tecnologias disruptivas para o ecossistema de eletromobilidade. Esse evento é o pontapé inicial da fase ideação”, destaca o presidente da ABDI, Guto Ferreira.

Os mais de 100 participantes aguardados para o StartupWeekend Eletromobilidade trabalharão divididos em grupos durante o período do evento para propor soluções que atendam a essas demandas da indústria. No terceiro dia cada equipe apresentará seu pitch. Um comitê selecionará as três melhores ideias que seguirão para uma pré-aceleração de oito semanas com mentorias específicas do Startup Studio e da Softex. Durante o Salão do Automóvel de São Paulo, no dia 13 de novembro, será realizado um demoday para investidores e potenciais interessados nas soluções.

“Assim como smartgrid e smart cities, nos próximos anos, a mobilidade elétrica deverá fazer parte do cotidiano dos brasileiros. E esse processo será ainda mais acelerado pelo movimento de aproximação da indústria com as startups para que seja possível conseguir desenvolver soluções com rapidez. É uma tendência sem volta”, analisa Diônes Lima, vice-presidente executivo da Softex e um dos mentores da iniciativa.

Os participantes do StartupWeekend Eletromobilidade concorrerão ainda a bicicleta elétrica, matchmakings com indústrias pós-ciclo Startup Studio, convites para o Salão do Veículo Elétrico, além de ingressos para o Salão do Automóvel, Case e para o 2º Fórum de inovação Startup Indústria. Durante todo o período do evento haverá exposição de carros elétricos e bicicletas elétrica.

Informações e inscrições no endereço http://bit.ly/SWEletromobilidade


Startup Weekend Eletromobilidade

Data: 14, 15 e 16 de setembro

  • Local: Instituto Mauá de Tecnologia – Praça Mauá 1 – São Caetano do Sul – SP