Evento reúne empresas e startups do Brasil, Canadá, Portugal e Colômbia

Por Karen Kornilovicz
MLP Assessoria de Imprensa Softex

 

Brasília, 17 de novembro de 2020 – Prossegue esta semana o Global Connection, missão comercial on-line promovida pela da Softex reunindo empresas brasileiras e startups do Brasil, Canadá, Portugal e Colômbia interessadas em criar conexões e em expandir suas fronteiras de atuação.

Nesta quarta-feira (18), a programação terá início com uma palestra de Pedro Sacramento, gerente de projetos do Startup Portugal, sobre o ecossistema de inovação deste país que é porta de entrada para empresas interessadas em atuar nos mercados da Europa e da África. Na sequência, serão destacadas as oportunidades e acesso a recursos financeiros oferecidos pelas cidades de Coimbra e Aveiro e os projetos buscados pela aceleradora Startup Leiria.

Portugal segue ainda como foco da programação na quinta-feira (19), desta vez com uma apresentação das incubadoras Algarve, Startup Madeira, da Ilha da Madeira, e Torres Inov_E, de Torres Vedras; casos de sucesso de grandes empresas brasileiras atuando no mercado português e indicação de fornecedores locais nas áreas de contabilidade, recursos humanos e marketing digital.

“Além de ser um país reconhecidamente inovador, Portugal garante acesso diferenciado a investimentos para as empresas brasileiras, dispõe de um forte ecossistema de desenvolvimento de startups e três unicórnios – Outsystems, Talkdesk e Farfetch”, destaca Ana Pires, gerente de internacionalização da Softex.

Informações detalhadas e inscrições – gratuitas – no endereço https://globalconnection.softex.br/

Estabelecendo conexões globais – Despertar e inspirar empresas para as muitas oportunidades no mercado internacional. Esse é um dos principais objetivos da primeira edição da Global Connection, missão comercial 100% on-line e gratuita realizada pela Softex e que prosseguirá até 9 de dezembro com dois eventos semanais destacando o ecossistema de inovação e de acesso a recursos para investimento dos quatro países-alvo: Brasil, Canadá, Portugal e Colômbia.