Curso de Introdução ao MPS-Serviços (C1-MPS-SV) – Barueri/SP – 30 e 31 de agosto de 2016 (3ª e 4ª)

A Softex em parceria com Apex-Brasil no âmbito do projeto setorial Brasil IT+, levou delegação de empresas para o XChange 2016, que aconteceu de de 21 a 23 de agosto, em San Antonio no Texas.

O XChange é o mais importante evento internacional voltado para canais de vendas no mercado norte-americano. Além da oportunidade para geração de negócios e parcerias, as empresas brasileiras participaram de palestras e debates com destaque para temas de IOT e Segurança em TI.

Em 2015 a delegação brasileira foi composta de 8 empresas, já este ano foram 12 participantes: Actminds, Aurus Software, Codus Tecnologia, Dextra , E-trust, Icaro Tech, MC1, Borba&Lewis, Prime Systems e SER.

Esse aumento na adesão das empresas mostra que a crise no mercado interno não tem sido entrave para as empresas no rumo além-fronteiras, pelo contrário, na realidade tem motivado os empresários a buscarem novos mercados. Outro fator preponderante para a adesão das empresas ao XChange é o trabalho desenvolvido pela Softex desde 2015 que, por meio de mentorias e modelagens de negócios do International Way, tem entregado às empresas instrumentos específicos para a estruturação de plano e programa de canais internacionais.

Segundo Luis Dosso, diretor de desenvolvimento de negócios da Dextra, no primeiro ano de participação no XChange a empresa já fechou negócios e voltou pelo segundo ano consecutivo com um pacote de vantagens e cases para atrair parceiros no mercado americano. “É necessário ir várias vezes a um mesmo evento. Para o XChange, nós tínhamos a expectativa de fechar algum negócio somente no segundo ano de participação. Mas agora, ao invés de dizer ao potencial cliente ou parceiro americano que a nossa empresa estava chegando nos EUA, podemos dizer que já temos clientes no país”. A Dextra, além de participar dos eventos internacionais promovidos pelo Projeto Setorial Softex/Apex-Brasil, sempre focou no planejamento de sua internacionalização, para isso contratou uma pesquisa de mercado primária da Universidade da California e tem realizado diversas modelagens de negócios propostas pelo International Way.

Confira algumas fotos da participação das empresas brasileiras de TI no XChange 2016.

Curso de Introdução ao MPS-Serviços (C1-MPS-SV) – Barueri/SP – 30 e 31 de agosto de 2016 (3ª e 4ª)

A Softex em parceria com Apex-Brasil no âmbito do projeto setorial Brasil IT+, levou delegação de empresas para o XChange 2016, que aconteceu de de 21 a 23 de agosto, em San Antonio no Texas.

O XChange é o mais importante evento internacional voltado para canais de vendas no mercado norte-americano. Além da oportunidade para geração de negócios e parcerias, as empresas brasileiras participaram de palestras e debates com destaque para temas de IOT e Segurança em TI.

Em 2015 a delegação brasileira foi composta de 8 empresas, já este ano foram 12 participantes: Actminds, Aurus Software, Codus Tecnologia, Dextra , E-trust, Icaro Tech, MC1, Borba&Lewis, Prime Systems e SER.

Esse aumento na adesão das empresas mostra que a crise no mercado interno não tem sido entrave para as empresas no rumo além-fronteiras, pelo contrário, na realidade tem motivado os empresários a buscarem novos mercados. Outro fator preponderante para a adesão das empresas ao XChange é o trabalho desenvolvido pela Softex desde 2015 que, por meio de mentorias e modelagens de negócios do International Way, tem entregado às empresas instrumentos específicos para a estruturação de plano e programa de canais internacionais.

Segundo Luis Dosso, diretor de desenvolvimento de negócios da Dextra, no primeiro ano de participação no XChange a empresa já fechou negócios e voltou pelo segundo ano consecutivo com um pacote de vantagens e cases para atrair parceiros no mercado americano. “É necessário ir várias vezes a um mesmo evento. Para o XChange, nós tínhamos a expectativa de fechar algum negócio somente no segundo ano de participação. Mas agora, ao invés de dizer ao potencial cliente ou parceiro americano que a nossa empresa estava chegando nos EUA, podemos dizer que já temos clientes no país”. A Dextra, além de participar dos eventos internacionais promovidos pelo Projeto Setorial Softex/Apex-Brasil, sempre focou no planejamento de sua internacionalização, para isso contratou uma pesquisa de mercado primária da Universidade da California e tem realizado diversas modelagens de negócios propostas pelo International Way.

Confira algumas fotos da participação das empresas brasileiras de TI no XChange 2016.

logo_brasilmaisti

Jogos preparam candidatos para entrevista de emprego e tomada de decisões. Novos games já estão em desenvolvimento e serão incorporados em breve à plataforma

Como estratégia para preparar estudantes para o mercado de trabalho em TI, a plataforma de ensino a distância Brasil Mais TI está apostando na gamificação.

Dois jogos disponíveis na seção Aprenda Jogando acabam de ser incorporados ao portal. No game “Primeiro Emprego”, o aluno vivencia situações cotidianas características dos dias iniciais no trabalho. Ao longo de uma semana de experiência, ele deverá manter a qualidade de suas atividades se quiser garantir a sua vaga na empresa.

No segundo game, o “Tomada de Decisão”, o estudante deve substituir seu chefe que está saindo de licença. No decorrer do jogo, que proporciona uma experiência quase real. Na ausência do chefe, o estudante deverá manter a empresa operando normalmente e tomar uma série de decisões baseadas na realidade do dia a dia da companhia. Um gráfico “burndown” exibido na tela o auxilia a monitorar em tempo real o desempenho dessas atividades.

 “Além de cursos e da divulgação de vagas de trabalho, nós buscamos novas maneiras de tornar o despertar vocacional mais prazeroso. Cerca de 35% dos mais de 518 mil alunos cadastrados na plataforma têm entre 18 e 24 anos e estão entrando agora no mercado de trabalho. A gamificação foi a forma que encontramos para nos conectar com esse público de uma forma lúdica e prepará-los para a experiência da primeira entrevista e da tomada de decisões por meio de simulações reais. Estamos com outros conteúdos gamificados em produção e eles serão incorporados ao portal em breve”, explica Ana Beatriz Pires, gestora de projeto na Softex, entidade responsável pela gestão, execução e coordenação do Brasil Mais TI.

Acessado em mais de 90 países, o Brasil Mais TI é um projeto inovador desenvolvido pelo Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em parceria com a Softex, que atua em três pontos essenciais da formação profissional: conhecimento, capacitação e oportunidade. A plataforma disponibiliza mais de 30 cursos, inclusive de Inglês, totalizando mais de 1.500 horas de aula. Um certificado é emitido ao final da conclusão de cada um.

miniatura1“A proposta da plataforma Brasil Mais TI é contribuir para mudar o quadro de falta de mão de obra especializada, despertando a vocação e assim estimulando a entrada de novos profissionais em um setor estratégico para a economia brasileira”, complementa Diônes Lima, vice-presidente de operações (COO) da Softex.

Segundo levantamento realizado pela área de Inteligência da Softex, o déficit de 408 mil profissionais de TI estimado para 2022 pode significar uma perda de receita de R$ 167 bilhões entre 2010 e 2020 para o setor.

Para conhecer os novos games da na plataforma Brasil Mais TI acesse: www.brasilmaisti.com.br  e cadastre-se.

logo_brasilmaisti

Jogos preparam candidatos para entrevista de emprego e tomada de decisões. Novos games já estão em desenvolvimento e serão incorporados em breve à plataforma

Como estratégia para preparar estudantes para o mercado de trabalho em TI, a plataforma de ensino a distância Brasil Mais TI está apostando na gamificação.

Dois jogos disponíveis na seção Aprenda Jogando acabam de ser incorporados ao portal. No game “Primeiro Emprego”, o aluno vivencia situações cotidianas características dos dias iniciais no trabalho. Ao longo de uma semana de experiência, ele deverá manter a qualidade de suas atividades se quiser garantir a sua vaga na empresa.

No segundo game, o “Tomada de Decisão”, o estudante deve substituir seu chefe que está saindo de licença. No decorrer do jogo, que proporciona uma experiência quase real. Na ausência do chefe, o estudante deverá manter a empresa operando normalmente e tomar uma série de decisões baseadas na realidade do dia a dia da companhia. Um gráfico “burndown” exibido na tela o auxilia a monitorar em tempo real o desempenho dessas atividades.

 “Além de cursos e da divulgação de vagas de trabalho, nós buscamos novas maneiras de tornar o despertar vocacional mais prazeroso. Cerca de 35% dos mais de 518 mil alunos cadastrados na plataforma têm entre 18 e 24 anos e estão entrando agora no mercado de trabalho. A gamificação foi a forma que encontramos para nos conectar com esse público de uma forma lúdica e prepará-los para a experiência da primeira entrevista e da tomada de decisões por meio de simulações reais. Estamos com outros conteúdos gamificados em produção e eles serão incorporados ao portal em breve”, explica Ana Beatriz Pires, gestora de projeto na Softex, entidade responsável pela gestão, execução e coordenação do Brasil Mais TI.

Acessado em mais de 90 países, o Brasil Mais TI é um projeto inovador desenvolvido pelo Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em parceria com a Softex, que atua em três pontos essenciais da formação profissional: conhecimento, capacitação e oportunidade. A plataforma disponibiliza mais de 30 cursos, inclusive de Inglês, totalizando mais de 1.500 horas de aula. Um certificado é emitido ao final da conclusão de cada um.

miniatura1“A proposta da plataforma Brasil Mais TI é contribuir para mudar o quadro de falta de mão de obra especializada, despertando a vocação e assim estimulando a entrada de novos profissionais em um setor estratégico para a economia brasileira”, complementa Diônes Lima, vice-presidente de operações (COO) da Softex.

Segundo levantamento realizado pela área de Inteligência da Softex, o déficit de 408 mil profissionais de TI estimado para 2022 pode significar uma perda de receita de R$ 167 bilhões entre 2010 e 2020 para o setor.

Para conhecer os novos games da na plataforma Brasil Mais TI acesse: www.brasilmaisti.com.br  e cadastre-se.