Conheça as 50 empresas selecionadas para o Programa Conecta Startup Brasil

Em próxima fase, os projetos aprovados das startups poderão receber até R$ 200 mil em investimentos

O Conecta Startup Brasil divulga a relação das 50 empresas selecionadas para participar do Programa, promover o relacionamento e o apoiar o desenvolvimento de startups em estágio inicial (early stage).

Resultado da ação conjunta entre o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a Softex e o parceiro executor, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), as atividades do Programa Conecta Startup Brasil  incluem desde a ideação, passando pela conexão, capacitação, mentoria e também o acesso tanto ao mercado como a investimentos. Projetos aprovados das startups poderão receber até R$ 200 mil em aportes.

Entre as 50 empresas selecionadas nesta etapa, 48% são médias e pequenas e 52% são de grande porte. Em relação ao setor de atividade, 70% atuam no segundo setor, 22% no primeiro e 8% no terceiro. Os Estados com maior participação são São Paulo (17), Santa Catarina (7), Rio Grande do Norte (5), Minas Gerais (4) e Rio Grande do Sul (4). Quanto à atividade econômica, segundo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) adotada pelo IBGE, 50% pertence às indústrias de transformação, 10% de informação e comunicação, 8% comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas, 8% atividades científicas e técnicas, 4% educação e 4% atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados. Integram a relação de participantes Grupo Boticário, FCA FIAT Chrysler, 3M, Votorantim Cimentos, Burger King, L’Oreal Brasil, Johnson & Johnson, Natura e Unimed, entre outras.

Paulo Alvim, secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, destaca que “o grande diferencial do Conecta Startup Brasil é o fato de o programa abrir uma janela de oportunidade para as startups. Ao trabalharem para atender demandas concretas do setor produtivo, os empreendedores ampliam suas bases de negócios. Isso traz ganhos para todos e expande, pelo olhar do mercado, o funil da inovação.”

“Procuramos atrair empresas de todas as regiões que possuíssem desafios tecnológicos reais. Nosso próximo passo é capacitar as startups e, para isso, lançamos uma plataforma de EAD com conteúdo voltado para quem deseja tirar uma ideia do papel e transformá-la em um negócio. Na sequência, anunciaremos o edital que selecionará as 100 equipes empreendedoras que irão compor a última etapa de seleção do Programa”, explica Diônes Lima, vice-presidente da Softex.

Segundo o presidente da ABDI, Guto Ferreira, os pedidos tecnológicos apresentados pelas empresas fortalecem as startups. “As demandas reais das empresas preparam as startups para lidar com o mercado e com os novos tipos de inovação”, afirma.

Para as empresas, o Conecta Startup Brasil é uma oportunidade para fortalecer a cultura open innovation, participar do ecossistema de inovação e se relacionar com startups. Já as Universidades e Centros de Pesquisas e de Desenvolvimento se beneficiam da interação com o mercado e com o próprio ecossistema. A iniciativa também auxilia as entidades investidoras ao entregar startups mais robustas e com soluções aderentes às necessidades do mercado.

A relação das 50 empresas selecionadas para o Programa Conecta Startup Brasil está disponível para consulta no endereço https://conectastartupbrasil.org.br/edital/. Para acessar o conteúdo da plataforma EAD visite https://conectastartupbrasil.org.br/pagina-ead/