Com o  objetivo de capacitar os professores da Região Amazônica em Educação Empreendedora e fomentar metodologias ativas voltadas ao ensino do empreendedorismo nas salas de aula, a Softex, no âmbito do PPEI (Programa Prioritário de Fomento ao Empreendedorismo Inovador), promoveu nesta terça-feira (28) no Samsung Ocean Center, em Manaus, a primeira edição do workshop “Professores do Futuro – Uma nova perspectiva através do empreendedorismo”.

A programação do evento, que reuniu mais de 40 educadores, incluiu uma apresentação sobre o futuro do trabalho e da educação, uma análise sobre a importância do Empreendedorismo Inovador para Amazônia e da Lei de Informática, uma imersão na bem-sucedida experiência de Edtech em escala global em Israel e uma abordagem sobre o Modelo Flywheel (novas tecnologias geram novos modelos de negócios e exigem novas formas de gestão).

O workshop contou com as participações de Diônes Lima, Vice-presidente da Softex; Michella Lima, Professora Adjunta da Universidade Estadual da Amazônia (UEA) e Head de Mobilização de Ecossistema do Projeto Ocean Startups do Samsung Ocean Center Manaus; Aldo Evangelista, presidente da Comissão de Direito Digital, Startups e Inovação da OAB-AM; Rodrigo Diniz co-founder do Vallyup; Camila Falabella UX Designer no CITS Amazonas; Reinier Freitas, Empreendedor Educacional e Fundador da Comunidade dos Educadores Inovadores da Amazônia – EduInovAM.

Uma pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), apontou que em torno de 52 milhões de brasileiros possuem um negócio próprio. “Apesar desse cenário promissor, temos o desafio de implementar programas e ações de educação empreendedora já na sala de aula, de fomentar o empreendedorismo na graduação, na pós-graduação e também capacitar professores para a importância desse tema. Só assim conseguiremos estimular o nascimento, o desenvolvimento e o crescimento de novos negócios com produtos e serviços cada vez mais inovadores e de alto valor agregado”, analisa Diônes Lima, Vice-Presidente da Softex.